segunda-feira, 7 de março de 2011

Apresentação.

 Há semanas venho pensando em abrir um blog, para compartilhar minhas experiências. Tenho acompanhado blogs de algumas colegas que se casaram com paquistaneses e que vivem muito bem. Infelizmente, não faço parte desse grupo, pois meu casamento está prestes a acabar, se é que já não acabou... Não se compadeçam por mim, pois meu coração está congelado e hibernando.
Pouco antes de me casar na Mesquita, uma funcionária de lá me entrevistou e comentou que a maior parte dos casamentos entre brasileiras e muçulmanos que se mudam para cá, por conta da amada, é desfeito. Sim, divórcio e nada amigável. Em Santos, uma colega foi espancada pelo marido, que depois sumiu. E ainda vem o comentário dessa funcionária dizendo que "ela mereceu, pois era insuportável". 
Parece que estamos em uma competição, gente. Se o casamento não dá certo, a culpa é nossa? 
Sinto o peso sim, da responsabilidade de trazer um PK para cá, mas 50% somente. É isso que me impede de mandar ele embora de vez, para não ter que escutar ele enraivecido e falando comigo como se eu fosse a maior inimiga do mundo. 
Pensei muito a respeito do blog e sei que virão ataques, comentários debochados e críticas. Já participei da comunidade "Amo um PK" e sei que algumas extrapolam. Porém, sinto a obrigação de mostrar o "outro lado", o choque cultural, o preço da submissão, que no  meu caso, jamais vou aceitar.
Foram 3 anos de espera, 3 anos de conversas diária de, pelo menos 3 horas na Net e  10 meses de casamento. Uma história feliz, uma espera incansável, dias de felicidade plena e...ele acabou de chegar...



21 comentários:

  1. Acho muito legal Zahara, você ter esse gesto corajoso de abrir sua vida para tantas, e mostrar que nem tudo são flores em uma relação como essa...o choque cultural é muito grande! Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito de poder ter alguem mostrando esse outro lado da historia.... estou seguindo seu blog e gostando de tudo que li até entao, embora ainda acredite que há amor...!!!
    Fique com Deus... bjss
    :)

    ResponderExcluir
  3. Cuide-se sempre... porque no final de tudo, eles só pensam no melhor para eles!

    ResponderExcluir
  4. Nossa que lega essa sua iniciativa de falar pra nós como é esse outro lado da história, tenho certeza que muitas pessoas pensaram mais antes de tomar uma decisão Parabens =]


    Bjuuuu
    Fica com DEUS =]

    ResponderExcluir
  5. Muito boa sua iniciativa de nos alertar sobre os problemas em trazer o paki pra cá...Pelo que vi, o meu paki é teimoso como o seu, detesta discutir a relação, qdo. a gente briga ele prefere ficar calado e sem conversar por um bom tempo ao invés de discutir os problemas..acho que ele quer uma mulher submissa, mas isso não sou mesmo..e por aí vc já percebe que a coisa não vai ter futuro..boa sorte amiga e seja feliz.

    ResponderExcluir
  6. oi, queria saber mais sobre esse tema, pois conheci um pak atraves de um chat. contab.liza@gmail.com.br
    Grata

    Eliziane

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, tudo bem ? Gostaria de conversar com você. Também conheci um paki , mas, estamos conversando via chat também, mas já percebi que são teimosos. Podemos trocar idéias?

      Excluir
  7. Eu estava me sentindo um lixo. O coração despedaçado pela impossibilidade desse amor estranho a distância, mas igualmente lindo talvez somente em meu coração. Sou uma mulher com boa formação, sou brasileira pura amante de praia, sol e cerveja, e abri a boca para dizer que largaria tudo, mudaria toda a minha vida se houvesse uma pequena possibilidade de algo se transformar em realidade entre mim e o Paki dos meus sonhos.
    Talvez seja melhor que tudo fique mesmo no plano dos sonhos, não sei bem, me sinto muito perdida e sem capacidade para ter certeza de qualquer coisa. Mas com depoimentos como esse, vejo que toda a cultura de um Pak é mais forte e fala mais alto do que qualquer sentimento por uma mulher estrangeira.
    Eu não suportaria uma relação sem o tipo de amor que estou acostumada a viver; a paixão sem limites e que supera tudo.
    Sou viuva duas vezes, Primeiro casamento com um brasileiro, ele morreu jovem. Segundo casamento com um italiano mais velho que eu, homem da minha vida, morreu também. Terceiro casamento com outro italiano dessa vez mais jovem que eu. Eu pedi o divorcio há bem pouco tempo pois não o amava mais.
    Sou acostumada a viver feliz no casamento, a submissão nunca fez parte de minhas relações, então agora começo a me perguntar se eu seria realmente capaz de suportar algo dessa natureza em minha vida.
    Neste momento meu coração está entorpecido de amor, pois isso meu é bem recente, três meses somente. E ele já mudou tanto de mim a distância, estou cega e surda para tudo. Mas como seria a realidade se houvesse alguma chance para nos. Ele sempre disse que não há, eu já entrei sabendo disso, mas sou brasileira, sou teimosa. Acho que encontrarei o alento de que tanto preciso aqui em meio´aos relatos de vocês que tiveram a chance de viver isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, também estou assim !!

      podemos conversar sobre isso ?

      Excluir
  8. namoro um Pakistanes, quer vir para o Brasil, depois de ler esse relato, bao vou deixar, obrigado

    ResponderExcluir
  9. eu moro em NY e conehci um pakistanes num chat estamos juntos mas tudo muito estranho depois de termos varias relacoes sexuais o que eh normal para os cristaos , ele me pegou de surpresa dizendo que nao pode fazer sexo antes de se casar orou muito e pediu perdao ao alcorao dele , e agora eu vou ao ap dele qdo ele quer e nao temos sexo , mas dormimos juntos sempre . ele eh amavel mas mostra que eh machista as vezes e isso me assusta..nao sei o que ele quer uma vez que um paki nao transa e nao tem relacionamento pq no islam nao existe namoro.. o que ele quer comigo entao? como devo converser com ele sobre isso ? meio estranho pra mim ....se puder me ajudar meu e-mail eh k_usa2013@hotmail.com obrigada e adorei sua historia ,,,isso ajuda muito a nos que estamos conhecendo um paki ..que eu amo ele ....muitooooo...bjs

    ResponderExcluir
  10. olá, muito interessante o seu blog…estava a procura de historias reais e realistas pq tenho um blog e coletei muitas historias de relacionamentos com europeus mas quase nehuma de relacionamento com paquistanes, turco, egipcio...

    quero convidar vc e o pessoal do seu blog a trocarmos informacoes positivas e negativas sobre relacionamentos multiculturais, adaptacao a cultura do país em que vcs vivem e suas dificuldades.

    tenho tb um blog: http://confissoes-casadas-com-gringo.blogspot.com/

    Criei um forum onde podemos falar sobre tudo: http://gringolandia.omeuforum.net

    Deby

    ResponderExcluir
  11. Sinceramente, se voce ja sabe que nunca vai aceitar ser submissa entao pra que se casou com um paki ?

    Durante esse quase 4 anos voce nao procurou ? Nao leu ? Nao se viu que essa é a cultural do Pakistan ?

    ResponderExcluir
  12. Bom dia meninas, tbm estou vivendo uma experiencia parecida com a de vcs, estou em busca de mais informacoes e experiencias con Pks, para mim tdo ainda e um grande misterio kkkk...onde posso encontrar e compartir mais experiencia sobre o assunto? Desde ja obrigada

    ResponderExcluir
  13. Bom dia meninas, estamos na mesma luta entao, a cinco meses conheci um PK e entao minha vida mudou completamente aprendi o verdadeiro significado do amor que até então eu desconhecia, mas é muito complicado, ele é bom, carinhoso ele me ajuda, o problema que ele tem muito ciumes, e com ele tem que ser as coisas certas, ja brigamos sim ficamos sem nos falar uns 3 meses, mas o amor é grande tanto é que estamos juntos denovo, estou aprendendo a falar a lingua dele, ele fala que vai casar comigo, que me ama que eu sou a melhor pessoa do mundo, mas a alguns dias atras ele sempre tentava achar motivos pra nos brigarmos, e sempre fazia com que a culpa fosse minha, eu sempre evitava pequenos detalhes pra nao gerar discussões, e entao eu descobri porque ele começou a fazer assim, é porque em janeiro ele vai para o Paquistão, e sua família ja achou uma noiva e ele obrigatoriamente vai ter que se casar como diz ele para agradar pai e mae, e é isso aos poucos ele vai me falando coisas que eu nem imaginava, ele fala que vai ficar 3,4 meses la e voltar, mas como vou ter certeza? É complicado, mas apesar dos pesares ele é o amor da minha vida.

    ResponderExcluir
  14. Que triste amiga,nao deixa ele ir nao,da uma de louca

    ResponderExcluir
  15. Que triste amiga,nao deixa ele ir nao,da uma de louca

    ResponderExcluir
  16. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  17. Oi me ajuda estou pensando em casar com um parquitanes, estou perdida nesse choque cultural, por favor entre em contato como por favor esse é meu email aga.lopo@hotmail.com por favo entra mas breve possível

    ResponderExcluir
  18. meu sonho com meu principe pakistanes acabou depois que lhe fiz uma crítica e disse que não renegaria Jesus para me converter ao islan

    ResponderExcluir
  19. Olá!
    Vc lembra o nome do Paki de Santos?
    Conheci um que morou la... estou apaixonada por ele, mas o medo sempre está ali comigo....
    gianiplata05@gmail.com

    ResponderExcluir